Cadela Abandonada É Encontrada “Morta”. Mas Ainda Havia Algo No Seu Olhar Que Ninguém Tinha Notado…

Desde que o mundo é mundo, pessoas de bem e pessoas de mal caminham juntas. É um equilíbrio que para alguns é necessário, mas que para outros é injustificável, afinal, qual o sentido de haver o mal?

Contudo, o fato é que além de só ficarmos parados pensando em respostas subjetivas, o ideal seria que praticássemos mais ações positivas. São as atitudes que fazem o bem prevalecer contra as pessoas de má fé, como bem mostra a história de um cãozinho abandonado no Texas, Estados Unidos.

Tudo começou quando a Divisão Contra Crueldade Animal do Departamento de Polícia de Austin, Texas, recebeu um chamado de um cãozinho que estava morto próximo ao centro da cidade. Quando os agentes chegaram, viram o animal abandonado dentro de um caixote quebrado e imundo, cercado por fezes. O cão realmente parecia ter falecido. Era uma fêmea, uma cadelinha abandonada que estava ferida e com os ossos protrusos (à frente da posição normal onde deveriam estar).

Mas para a surpresa da equipe, ela ainda estava viva!

A situação da cachorrinha, estimada ter apenas um ano de idade, era muito séria. Ela precisava ser levada imediatamente ao veterinário, ou não teria qualquer chance de sobreviver.

Chegando lá, o tratamento precisaria ser emergencial. A cadela, que ganhou o nome de Sophie, não conseguia se mexer e sua temperatura corporal era extremamente baixa. Além disso, ela estava muito abaixo de seu peso normal.

A veterinária Elizabeth Mancera conta que quando a viu pela primeira vez, parecia se tratar de um animal que já estava sem vida: “Ela estava molhada, com frio e coberta de vez. Eu falava com ela o tempo todo e, embora ela não pudesse mover seu corpo, ela me olhava com olhos suplicantes, enquanto eu dizia que tudo ficaria bem”, acrescenta Elizabeth.Foram horas de muito cuidado e um intenso carinho com o animal. Após duas horas, depois de um banho quente, lentamente a temperatura do corpo de Sophie começava a subir, enquanto Elizabeth não parava de conversar com a cachorrinha. Ali, criou-se um vínculo. A veterinária fez questão de levar Sophie para sua casa para continuar cuidando dela lá. Aos pouquinhos, ela ia se recuperando e tentando dar seus primeiros passos, tudo com a médica ao lado, sem se desgrudar por nenhum minuto.

Os policiais emitiram um comunicado de imprensa falando sobre a situação de Sophie quando foi abandonada, o que motivou um grupo de defesa de animais a oferecer uma recompensa de 5 mil dólares (hoje, um pouco mais de R$16,6 mil) por informações que levem à prisão a pessoa responsável por abandonar o animal para morrer.

À medida que ficou ao lado de Elizabeth, Sophie foi melhorando cada vez mais, ganhando peso e se recuperando das sequelas da crueldade que sofreu. Se antes ela mal conseguia andar, depois de um tempo ela já corria pela casa. Era uma outra cachorra.E o melhor de tudo é que o laço entre a médica e a cadela se fortalecia cada vez mais. Elizabeth decidiu que Sophie não sairía mais de seu lado. Agora, ela seria sua amiga canina e teria um lar para ser amada e nunca mais passar pelo o que passou: “No dia em que resgatei a Sophie, prometi a ela que nunca mais lhe aconteceria algo de ruim, e agora vou passar minha vida cumprindo essa promessa, conta Elizabeth.E neste Natal, a cachorrinha acordará cercada por aqueles, que agora, serão para sempre sua família, aqueles que darão o carinho que ela tanto merece. E suas memórias, antes ruins, se tornaram um presente de calor, segurança e amor.