Homem Defende Gay E É Espancado Até À Morte Em Estação De Metro De São Paulo!

Um homem de 54 anos foi espancado até a morte numa noite de domingo, dentro da estação Pedro 2º, da linha 3 – vermelha do metro paulista – região central de São Paulo.

A polícia afirmou que o vendedor de rua Luiz Carlos Ruas foi agredido por dois homens na área livre, próximo à bilheteira da estação. O crime aconteceu por volta das 20h50. A polícia apurou um possível envolvimento de um grupo de intolerância na autoria do crime.


De acordo com as testemunhas, a dupla teria ido urinar nas plantas fora da estação quando um sem-abrigo, que seria homossexual, reclamou. Ruas tentou defender o sem-abrigo e, segundo a Polícia, houve desentendimentos e o comerciante correu para se proteger dentro da estação, onde foi agredido com vários golpes.O Metro informou que os seguranças prestaram os primeiros socorros e encaminharam o vendedor ambulante para a ambulância, onde não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer.

A Secretaria de Segurança Pública informou que já obtiveram as imagens da câmara de segurança do Metro para ajudar na investigação. O caso foi registado no 78°DP (Jardins) como homicídio qualificado e será investigado pelo 1°DP (Sé).

Manifestação pede Justiça para vendedor que foi espancado ao defender homossexual

Uma manifestação foi convocada para em frente à estação de metro Pedro II para pedir esclarecimentos sobre a morte do vendedor Luiz Carlos Ruas, de 53 anos – espancado até a morte dentro da estação depois de defender um sem-abrigo homossexual.

A descrição do evento no Facebook, que contou com vários confirmados e mais de mil pessoas interessadas, diz que o ato será para cobrar uma atitude do metro sobre o assassinato.

“Onde estavam os responsáveis pela estação e onde estavam os seguranças na hora do cobarde ataque vamos todos nesta estação pedir por justiça! E que se identifiquem e se punam os assassinos”, escreveram.

Segundo testemunhas, por volta das 20h dois homens foram urinar numa árvore que fica ao lado da estação e começaram a discutir com o sem-abrigo que seria homossexual. Ele começou a ser perseguido pelos dois homens e Luiz Carlos interveio para defender o rapaz.

Ele tentou correr para dentro da estação, mas foi atingido com vários golpes e caiu. Já muito ferido, foi enviado de ambulância para o Hospital Vergueiro, mas não resistiu aos ferimentos.

http://www.dailymotion.com/video/x575ak0_homem-defende-gay-e-e-espancado-em-estacao-do-metro-de-sao-paulo_news